Pesquisa personalizada

sexta-feira, 5 de março de 2010

HISTÓRIA DOS NÚMEROS INTEIROS


Um pouco sobre a história dos números 
positivos e negativos
           A noção de números negativos que temos hoje é relativamente recente se comparada com a história da Matemática. Pensar em quantidade negativa era algo "estranho" para as civilizações antigas. 
      No entanto, os chineses já conheciam os números negativos e tinham domínio de algumas de suas propriedades há aproximadamente três séculos a.C. Para realizar cálculos com os números positivos e negativos, os chineses utilizavam duas coleções de barras vermelhas e pretas. 
      As barras vermelhas indicavam os números positivos e as pretas, os números negativos. Entretanto, os chineses não aceitavam a idéia de um número negativo como solução de uma equação.
          Os símbolos "+" e "-" que conhecemos hoje foram introduzidos aproximadamente em 1489 por um professor alemão chamado Jonhann Widman(nascido por volta de 1460) em um livro de aritmética comercial. Nesse livro, o símbolo "+" representava excesso e o "-", deficiência, em medidas nos armazéns. Nesse caso, tais símbolos não tinham significados de adição e subtração de hoje, pois, até então, essas operações eram indicadas pelas letras p(de piu, "mais") e m(de meno, "menos").
          Em 1544, no livro Arithmetica integra o alemão Michel Stifel (cerca de 1490 – 1567) também contribuiu para difundir os símbolos "+" e "-" para representar números positivos e negativos. Nesse livro, considerado o mais importante de todas as álgebras alemãs do século XVI, stifel demonstra muito conhecimento acerca dos números negativos, mesmo referindo-se a eles como "números absurdos".

Postar um comentário

Google+ Followers